Aconteceu

17:21

Não foi algo que pudesse evitar. Saímos da escola para o parque como sempre. Brincou e brincou. A saída costumamos ir ver a linha do comboio que passa mesmo por baixo do parque para ver se passa algum comboio.
 Acha piada que eu ande uns passos a frente para poder dizer 'apanhei-te' mas desta vez fez uma coisa que nunca pensei que fizesse! Correu em direcção a estrada.
Parecia que o sangue se tinha evaporado de mim, gritei o mais que pude e corri o mais que consegui. Parou mesmo em frente à passadeira e o carro guinou. Nunca na minha vida tive tanto medo nem tanta raiva de mim mesma por deixar que ela ande sem mão no passeio. Facilitei e deu nisto.
 Um susto que podia ter sido bem pior. Aprendi a lição e conversei com ela.
 Não foi preciso muito ela percebeu que eu fiquei com medo e viu que estava a tremer. Pediu desculpa e pedi para ela nunca me largar mais a mão. Ela é inocente e não percebe estas coisas. Mas algo podia ter sido muito mais grave se ela não tivesse simplesmente parado.
Algum anjo estava lá com ela só pode porque ela ia com toda a velocidade e vontade para a estrada e do nada parou olhou para mim abracou-me e chorou.
Nunca me senti tão impotente e tão mal nem nunca tal me aconteceu na vida.
Desculpai o desabafo.

You Might Also Like

0 comentários